Está aqui

Portugal Porta a Porta tem forte componente social

Separadores primários

O Secretário de Estado das Infraestruturas Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro apresentou ontem, dia 9 de julho na CCDR Algarve,  em Faro o programa "Porta a Porta", um programa inovador que vai introduzir alternativas na mobilidade de toda a população portuguesa.

«O “Porta a Porta” é mais uma ferramenta que serve sobretudo os Territórios da Baixa Densidade e tem uma forte componente social. O público alvo são os idosos. O caminho que agora tem um momento chave na implementação do programa, começou há três anos atrás a ser preparado», afirmou o governante na presença do presidente da CCDR Algarve, Presidentes de Câmara, vereadores, Presidentes de Junta de Freguesia, Diretores Regionais, forças de segurança pública e especialistas da área da mobilidade e transportes.

Recorde-se que este programa foi criado por Sérgio Monteiro em junho de 2012, consta do Plano Estratégico dos Transportes (PET) e pretende aumentar a mobilidade de quem vive em zonas pouco povoadas através de um serviço de transporte público a pedido.

Para isso, o Governo está a concertar parcerias entre os transportes públicos privados existentes, nomeadamente táxis, as misericórdias, os bombeiros e as Instituições particulares de solidariedade social (IPSS), como foi o exemplo ontem apresentado do projeto piloto de mobilidade da Comunidade Intermunicipal Médio Tejo.

Os utentes interessados terão de telefonar com algum tempo de antecedência para uma central e fazer uma reserva para determinado dia e hora e será depois elaborada uma escala de transporte, que poderá ser um táxi, um minibus, uma carrinha,  conforme a procura.

À semelhança do transporte coletivo regular, este serviço tem circuitos, paragens e horários definidos, mas as viaturas só efetuam os percursos se, antecipadamente, o serviço tiver sido solicitado, e só vão às paragens que tiverem reservas.

Vários autarcas ficaram bastante entusiasmados com este projeto. Mais do que um transporte isto é também ação social, salientaram, este transporte a pedido são muito boas notícias para as Baixas Densidades, disseram os autarcas que aproveitaram para felicitar o Secretário de Estado dos Transportes.

Perante uma audiência interessada, Sérgio Monteiro anunciou no final que o programa faseadamente será alargado a todo o país.