Está aqui

PO Algarve 21 duplica aprovações em relação a 2011 e executa em 2012 o dobro do ano anterior

Separadores primários

Até ao final de 2012 concorreram ao Programa Operacional Regional do Algarve (PO ALGARVE 21) mais de 900 candidaturas, tendo sido aprovados 343 projetos, com um volume de investimento elegível superior a 287 milhões de euros e um apoio financeiro na ordem dos 142 milhões de euros.No final do ano, encontrava-se assim comprometido cerca de 81% do plafond atribuído ao Programa, para o período 2007-2013.

Em termos qualitativos, a distribuição do investimento aprovado concentra-se predominantemente no Eixo 1, nas tipologias de apoio direto às empresas – Sistemas de Incentivos que representam 39% do total das aprovações do Programa. Nos Eixos 2 e 3 destacam-se as tipologias “Rede Escolar” (13%), “Ações de Valorização do Litoral” (10%), “Mobilidade Territorial” (8%) e “Parcerias para a Regeneração Urbana” (7% incluindo Jessica).

Durante o ano 2012 estiveram abertos 31 concursos, foram aprovados 90 projetos com um investimento elegível de 128 Milhões de Euros e uma comparticipação FEDER de 41 Milhões de Euros.

O Algarve terminou 2012 com uma execução de cerca de 39% relativamente à dotação programada para o PO Algarve 21 (2007–2013). Este volume de execução ronda os 103 Milhões de Euros ao qual corresponde uma comparticipação de fundos comunitários (FEDER) de 67,2 Milhões de Euros.

Os pagamentos efetuados aos executores ascendiam no final do ano a 66,5 Milhões de Euros.

Em Dezembro de 2012 as aprovações tinham duplicado o valor de meados de 2011 e a execução tinha triplicado o valor de Dezembro de 2010. Apesar das restrições financeiras que afetaram promotores públicos e privados o PO executou durante o ano de 2012 o dobro do que tinha sido executado durante o mesmo período em 2011.