Está aqui

CCDR Algarve reedita Livro das Receitas Típicas das Aldeias do Algarve

Separadores primários

Realizou-se na passada sexta-feira, dia 6 de setembro, a sessão do lançamento da nova edição do livro “Receitas Típicas das Aldeias do Algarve – à Descoberta dos Sabores do Mediterrâneo”, pela CCDR Algarve, na I Feira da Dieta Mediterrânica, em Tavira.

Após inauguração e abertura do certame da feira, pelas diversas entidades regionais e locais presentes, seguiu-se o momento da apresentação do livro. O Presidente da C.M. de Tavira, Jorge Botelho, iniciou a sessão do lançamento do livro agradecendo a presença de todas as entidades e, manifestando o seu contentamento em receber, em Tavira, a I Feira da Dieta Mediterrânica, congratulou a CCDR Algarve pela reedição do Livro das receitas típicas do Algarve.

O Reitor da Universidade do Algarve, João Guerreiro, saudou a C.M. Tavira, a Direcção Regional da Agricultura e a CCDR- Algarve pela organização desta primeira feira, mostrando o seu contentamento pela associação da universidade ao evento. Referiu, também, que a Dieta Mediterrânica é uma marca cultural que atinge a totalidade do mediterrâneo, incluindo as terras da região algarvia.

O Presidente da CCDR-Algarve, David Santos, salientou que foi com muito agrado que a CCDR-Algarve, desde do primeiro momento, se associou à Dieta mediterrânica, a qual não tem a ver só com a gastronomia, mas principalmente com o modo de vida das populações do Algarve, com o seu património cultural, com a sua paisagem, com a sua agricultura, turismo, etc.

David Santos, mencionou que, para além da CCDR, da Universidade do Algarve, da C.M. de Tavira, da Entidade Regional de Turismo, da Escola de Hotelaria e Turismo de Vila Real de St.º António e da associação In-loco, os quais são parceiros na divulgação da Dieta Mediterrânica e na candidatura Articular para Intervir (da CCDR ao PO Algarve 21), pretende-se ampliar a mais parceiros, tais como à Fundação Portuguesa de Cardiologia, por se entender ser importante uma divulgação mais alargada e por este tema ser muito mais que gastronomia.

O livro “Receitas Típicas das Aldeias do Algarve – à Descoberta dos Sabores do Mediterrâneo” é uma reedição, de um projeto realizado em 2005, que incluiu oito aldeias algarvias, as quais contribuíram com cerca de 180 receitas que exibem a questão da Dieta, no que diz respeito à gastronomia, bem como de outras componentes como a paisagem, a agricultura, a própria cultura que subsiste e do que é diferente no que toca à gastronomia no interior do litoral. O Presidente da CCDR-Algarve aconselhou à leitura deste livro e realçou a importância da continuação da preservação destes saberes do passado, de modo a que se possa contribuir melhor para o futuro de todos, nomeadamente no que toca à questão da saúde que é hoje tão importante e que esta Dieta também preserva.

Para encerrar os discursos, teve a palavra o jornalista Viegas Gomes, o qual participou como júri no referido projeto de 2005. Viegas Gomes descreveu a dieta mediterrânica como algo que engloba toda uma região. Região esta com uma ingenuidade enorme, devido a um conjunto de produtos que fazem da cozinha algarvia uma simplicidade.
Viegas Gomes felicitou a CCDR-Algarve pela produção e coordenação dos livros das Receitas Típicas do Algarve e congratulou a C.M. Tavira pela I Feira da Dieta Mediterrânica.

Recorde-se que, a primeira edição deste livro, surge partir da Festa da Gastronomia e das Receitas Típicas do Algarve que decorreu no ano de 2005, a qual envolveu oito aldeias do Algarve (Algoz, Budens, Cachopo, Estói, Monchique, Odeleite, Querença e Vaqueiros) que apresentaram e partilharam os seus saberes e sabores da região. Este livro é uma obra co-financiada pelo PO Algarve 21. 

Ver fotos